Acupuntura: 10 benefícios surpreendentes para sua saúde

06
12
2016

As técnicas podem trazer alívio para as dores de cabeça, tratar síndromes e ajudar você a abandonar de vez o tabagismo.

Uma das mais importantes técnicas da Medicina Tradicional Chinesa, a acupuntura foi introduzida no Brasil há mais de 60 anos. Considerada como terapia complementar, desde 1995 é também reconhecida como especialidade de vários profissionais da área da saúde.

O método consiste na aplicação e estimulo de agulhas e outras ferramentas em pontos definidos do corpo visando diferentes efeitos terapêuticos. De acordo com a fisioterapeuta e acupunturista Daiane Perez, o principal objetivo da acupuntura é promover um equilíbrio energético de todo o organismo, que resultará em benefícios globais para o mesmo. “Do ponto de vista da medicina oriental, aquilo que nós chamamos de doenças, seriam, na verdade, desequilíbrios energéticos, que se manifestariam através de sinais e sintomas como dores e alterações emocionais”, explica.

Assim, a acupuntura trata por meio de mecanismos energéticos e fisiológicos. O mecanismo energético é o equilíbrio dos canais por onde a energia do corpo transcorre. Já o fisiológico é a liberação de substâncias analgésicas, anti-inflamatórias, relaxante muscular e uma ação moduladora sobre as emoções, os sistemas endócrino e imunológico.

Confira alguns benefícios da técnica:

1. Trata dores de cabeça
Vários estudos já comprovaram cientificamente a eficácia da acupuntura na prevenção e tratamento das dores de cabeça e crises de enxaqueca. Nos casos de cefaleia, as técnicas da Medicina Tradicional Chinesa produzem efeito analgésico, anti-inflamatório e relaxante muscular.

A pedagoga Ana Carolina Guimarães já experimentou na prática os benefícios das agulhas para este tipo de problema. “Sofri com enxaqueca durante anos e tentei vários tratamentos. Somente com a acupuntura vi um resultado duradouro”, relata. Nos casos de cefaleia, a acupuntura é capaz de promover o alívio imediato da dor e, ainda, tratar suas causas, afirma a acupunturista Daiane Perez.

2. Minimiza sintomas de depressão e ansiedade
A técnica milenar chinesa também pode ser uma opção para tratamentos de distúrbios emocionais, com a depressão e a ansiedade. Isto porque ela estimula a produção dos hormônios da alegria e do bem estar (serotonina e endorfina).

A acupuntura também proporciona relaxamento, dispersando a ansiedade e as tensões através do equilíbrio das energias do corpo, pontua a acupunturista.

3. Alternativa para tratar síndrome dos ovários policísticos
Um estudo feito na Universidade de Gotemburgo, na Suécia, concluiu que a síndrome do ovário policístico (SOP) pode ser aliviada pelo uso da acupuntura e de exercícios físicos. Durante a pesquisa, um grupo de mulheres com SOP recebeu eletroacupuntura (técnica na qual as agulhas são estimuladas por uma corrente elétrica de baixa intensidade) regularmente por quatro meses. Como resultado, elas tiveram o ciclo menstrual e os níveis hormonais regularizados.

Mulheres com ovários policísticos não ovulam normalmente – o que pode levar à infertilidade e aumentar o risco de obesidade, de desenvolvimento do diabetes tipo 2 e do desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

4. Previne e ameniza sintomas de alergias
A acupuntura pode ser uma alternativa se você sofre de alergias sazonais há anos e, por algum motivo, não se dá bem com os medicamentos para o problema. Uma pesquisa alemã publicada no periódico Annals of Internal Medicine relatou que, após serem tratados com a técnica chinesa, os participantes constaram um alívio nos sintomas da alergia.

5. Trata incontinência urinária
Problemas com incontinência urinária também podem ser tratados pelo conceito da Medicina Tradicional Chinesa, tanto para pacientes adultos quanto em crianças.

“Tirei meu filho mais novo das fraldas através da auriculoterapia com sementes”, conta a acupunturista Daiane Perez. A técnica consiste em estimular nas orelhas os pontos ou áreas de reflexo que correspondem ao órgão do corpo que se quer tratar. Em vez de agulhas, o estímulo é feito por sementes presas a um pequeno esparadrapo.

6. Alivia dores crônicas nas costas
A acupuntura pode oferecer alívio para aqueles que sofrem de dores crônicas, como a lombalgia. Mas um estudo do Hospital das Clínicas da faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo defende que a técnica precisa estar aliada ao tratamento convencional para apresentar melhor resultados.

7. Alivia sintomas da menopausa
A diminuição dos níveis de estrogênio é a responsável pelos calorões que incomodam muito as mulheres na fase da menopausa. Se você está passando por isso, saiba que as agulhas podem aliviar este indesejado sintoma da idade.

A acupuntura tem um efeito sobre as estruturas do cérebro que coordenam as funções hormonais. Ao estimulá-las, a terapia não só combate os fogachos como melhora a ansiedade, o sono e a secura vaginal.

8. Ajuda a parar de fumar
Se você decidiu abandonar o cigarro, a acupuntura pode ajudar a aliviar os sintomas que normalmente seguem à abstinência da nicotina, como ansiedade e insônia – lembrando que as agulhas estimulam a produção de endorfina, serotonina e dopamina (hormônios do prazer e bem-estar).

Em geral, o tratamento através da acupuntura para tabagismo, álcool e algumas drogas mostra-se eficaz. Para atingir os resultados desejados, é recomendado que o paciente faça uma sessão por semana, durante 3 meses ou mais, dependendo de cada pessoa.

9. Alivia sintomas TPM
Boa notícia para as mulheres: a acupuntura pode aliviar o nervosismo, cólicas, retenção de líquidos, dores de cabeça e o mau humor tão característicos do período pré-menstrual.

Neste caso, as agulhas são espalhadas por pontos específicos da barriga próximos ao umbigo, do pé, da cabeça e da orelha. Assim, a acupuntura busca regular o sistema nervoso, o funcionamento do fígado e os hormônios. O tratamento leva de oito a dez sessões, sendo uma por semana. Depois, Daiane sugere a manutenção mensal, na semana anterior à menstruação.

10. Minimizar dores de DTM
Uma experiência conduzida por um professor da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto da USP submeteu 25 paciente com disfunção temporomandibular (DTM) a sessões de acupuntura em vez das placas de mordida usadas durante o sono.

O resultado foi que a acupuntura teve um efeito muito semelhante ao da placa, com a vantagem de proporcionar um sono melhor e mais qualidade de vida.

Recomendações e contraindicações
Os especialistas garantem que a técnica é indicada para todos, até mesmo para as crianças. Mas há uma exceção quanto à técnica com agulhas, pois ela não deve ser usada por pessoas que apresentem alterações na coagulação sanguínea. Nesse caso são utilizados outros tipos de materiais não invasivos, como Ventosas, Magnetos entre outras.

Ao escolher um profissional, procure referências sobre ele e verifique os cuidados que são tomados com as agulhas (elas devem ser descartáveis). A assepsia (limpeza) é imprescindível.

Por fim, é importante ressaltar que, em muitos casos, só a utilização da acupuntura não é suficiente para resolver os problemas e, nas doenças mais graves, a técnica precisará ser aliada a um tratamento convencional.

Fonte: Dias Mulher

#quantum #quantumterapiaspreventivas #ibram #acupuntura #bemestar #10dicas #facaacupuntura #acupuncture #acupunturaquantica

 (16) 3623.4433 MATRIZ
 (16) 3623.4433 MATRIZ
 (16) 3623.4433 MATRIZ
 (16) 3623-4433 MATRIZ