Acupuntura serve como complemento a tratamentos de saúde

08
07
2016

A acupuntura vai muito além dos alívios das dores da vida moderna, como estresse e ansiedade. Desenvolvida na China, a técnica milenar tem como princípio básico a regulação do organismo, ou seja, trabalha as funções energéticas de órgãos, glândulas e sistema nervoso, promovendo seu funcionamento correto. No inverno, pode ser uma maneira de amenizar, por exemplo, sintomas da sinusite e rinite.

Os benefícios que sua prática pode abranger são extensos. “Pode contemplar grande quantidade de patologias e como não faz uso de medicamentos, a técnica não possui reações e desconfortos que muitas vezes os medicamentos apresentam. Pode ser feita com qualquer tratamento médico e psicológico, potencializando assim o tratamento e diminuindo seu tempo de duração”, comenta a acupunturista, analista clínica e bióloga Letícia Baccaro Michellin.

Ela explica que, por envolver o sistema nervoso no processo, a acupuntura traz excelente sensação de bem-estar e disposição, além de aliviar as dores quando for o caso.
A médica especialista em acupuntura, responsável pelo ambulatório de acupuntura da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e diretora do Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura (CMBA), Marcia Yamamura, salienta que é necessário ter a cautela de não achar que a acupuntura serve para tudo, porque dependendo da doença e da fase em que o paciente está pode trazer mais ou menos benefícios.

Segundo Marcia, existem três níveis em que o usuário pode estar, dependendo da patologia. O primeiro é o nível degenerativo - nesta fase a acupuntura irá servir como terapia complementar; o segundo é o funcional ou inflamatório, em que, embora os exames laboratoriais estejam alterados, a estrutura do órgão permanece intacta e a técnica tem eficácia de 70% a 80%; e por último, o nível energético em que os pacientes apresentam os sintomas, porém os exames não informam alterações – a acupuntura age em 100% das ocorrências.
“Ao indicarmos a acupuntura temos que ver o nível que o paciente está e dentro do nível temos que ver o que está acontecendo. Esse ramo da medicina tradicional chinesa só deve ser indicado quando é o melhor tratamento”, comenta. No inverno, a prática pode ajudar no tratamento de sinusites e rinites e também é uma grande aliada de doenças crônicas (leia texto).

Exigências

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a acupuntura como tratamento complementar de diversas doenças, de acordo com Letícia. Problemas gástricos, respiratórios, dores musculares e articulares, além de ansiedade, obesidade e na reabilitação contra drogas.

Fonte: Site Comércio do Jaú

#acupuntura #ibram #amoacupuntura #mtc #mcc

 (16) 3623.4433 MATRIZ
 (16) 3623.4433 MATRIZ
 (16) 3623.4433 MATRIZ
 (16) 3623-4433 MATRIZ