Cão tetraplégico volta a andar após sessões de Acupuntura

07
03
2016

Um cão de dois anos que ficou tetraplégico foi curado graças à junção da fisioterapia com a acupuntura. Ele voltou a andar e recuperou movimentos após ser tratado por uma veterinária de Uberlândia . A técnica, que segundo a médica é eficaz em mais de 90% dos atendidos, foi capaz de reverter sequelas da cinomose, doença viral que atingiu o animal.

Fred foi resgatado das ruas pela vendedora Aparecida Rosa de Almeida há mais de quatro meses. Ela contou que o animal era forte, brincalhão e que não apresentava sintomas de nenhuma doença. “Passado um mês que estava com ele foi diagnosticada a cinomose. Eu já tinha pegado amor nele e foi muito triste o ver mexendo apenas os olhinhos. Chegou uma hora que ele não tinha nem noção de espaço”, disse.

A vendedora conta que Fred reagiu bem ao tratamento. “Não foram nem três sessões e ele já estava andando. Não nego que quando vi, me assustei, mas o mesmo tempo foi uma felicidade sem preço. Ele estava em uma fase que apenas se arrastava. A melhora foi visível. Lembro-me da fase onde ele se alimentava por seringa e usava fralda com frequência. Ele estava morto e viveu de novo”, contou. ( veja vídeo abaixo do cão Fred andando )

Aparecida Almeida diz que sempre foi apaixonada por bichos e que, além de Fred, tem mais sete cães e sete gatos, todos adotados. Porém, o cãozinho que chegou por último na casa tem algumas regalias e acabou se tornando o “queridinho” da vendedora. “Fred dorme comigo e tem acesso a casa toda. Quando ele adoeceu, acabei tendo que largar o meu emprego para poder dedicar a tentar salvar a vida dele”, concluiu.

Tratamento
A médica veterinária de Uberlândia Claudia Lameirinha foi a responsável por devolver os movimentos ao cão Fred. Ela contou que utilizou uma técnica conjunta de fisioterapia com acupuntura, tratamento indolor e muito eficiente em doenças e no restabelecimento de lesões.

“Os benefícios, tanto da fisioterapia, quanto da acupuntura para tratar problemas emanimais são inúmeros, entre eles destaco a retirada da dor, restabelecimento das funções orgânicas e físicas do organismo, alívio do estresse e ansiedade. Com esses tratamentos, os pets têm muito mais qualidade de vida”, disse.

 
Com um tratamento adequado conseguimos ganhar mais qualidade de vida para osanimais podendo, alguns, ultrapassarem os 15 anos de idade" Cláudia Lameirinha,médica veterináriaO tratamento desenvolvido pela veterinária pode ser realizado até três vezes por semana e o preço médio de sessão é de R$ 100. No caso do Fred, o animal passou por uma sessão por semana e continua em tratamento.

A médica contou que optou em levar esse tipo de tratamento diferenciado aos animais como forma de driblar principalmente doenças e a velhice dos animais. “Venho percebendo que as duas áreas juntas se tornaram um método eficaz em mais 90% dos atendimentos. Com a fisioterapia e o uso de equipamentos consigo trabalhar a regeneração celular, o crescimento de massa muscular e aliviar dores com maior eficácia. Já com a acupuntura, feita a partir de técnicas de agulhamento, consigo chegar a sinais antes mesmo deles acontecerem”, afirmou.

Claudia Lameirinha acrescentou que a técnica também é muito eficiente para tratar artrose, problemas como hérnia de disco, ruptura de ligamento e problemas neurológicos, principalmente em animais idosos. “Com um tratamento adequado conseguimos ganhar mais qualidade de vida para os animais podendo, alguns, ultrapassarem os 15 anos de idade”, disse.

 

Fonte: Site Jornal Floripa
Link: http://www.jornalfloripa.com.br/noticia.php?id=2744107

 (16) 3623.4433 MATRIZ
 (16) 3623.4433 MATRIZ
 (16) 3623.4433 MATRIZ
 (16) 3623-4433 MATRIZ