Acupuntura trata infertilidade com mais eficácia que remédios, diz pesquisa

03
03
2016

Estudo aponta que método é melhor do que Clomid e Omifin

A acupuntura pode ser mais eficiente e saudável para o tratamento da infertilidade do que os conhecidos remédios Clomid e Omifin. É o que afirmam pesquisas internacionais, que identificaram que o método milenar da medicina chinesa curou mais mulheres do que as medicações com clomifeno, droga de fertilidade mais prescrita no mundo.

O alto índice de sucesso acontece principalmente porque a técnica ajuda a aliviar o stress causado pela expectativa da gravidez. . “A esperança e a expectativa da gravidez deixam as mulheres nervosas, tensas, estressadas, e isso prejudica diretamente na fecundação, e a acupuntura é aplicada para controlar essa emoção” “A acupuntura não só elimina o stress natural da gravidez como também ajuda mulheres a engravidar de uma maneira muito mais saudável e eficiente do que apenas com remédios”, comenta o acupunturista Márcio De Luna, presidente da Associação Brasileira de Acupuntura do Rio de Janeiro (ABA-RJ).

Segundo o especialista, o ideal aliar os dois métodos. “As duas medicinas – tradicional e oriental – são muito mais eficientes juntas do que separadas”. Por isso, é recomendável que a mulher que deseja engravidar faça sessões de acupuntura regularmente.

Entenda os estudos

O Departamento de Medicina Tradicional Chinesa do Hospital e Maternidade Shenzhen, de Guangdong, na China, reuniu 65 mulheres inférteis por disfunção da ovulação e as dividiu em dois grupos. Enquanto metade recebeu eletroacupuntura, as demais consumiram 50 mg por dia de comprimidos de citrato de clomifeno. Com seis meses de tratamento, o grupo que esteve exposto ao tratamento com a medicina chinesa teve uma taxa de cura de 76,3%, contra 48,1% do grupo que tomou a medicação. A pesquisa foi publicada em 2012 no Journal of Acupuncture and Tuina Science.

Já em 2013, outra publicação sobre o tema, dessa vez no American Journal of Physiology - Endocrinology and Metabolism. O estudo demonstrou que a acupuntura aumenta a frequência de ovulação em mulheres com Síndrome do Ovário Policístico (SOP). Por mais de um ano os pesquisadores mediram mudanças significativas em esteróides sexuais e hormônios femininos. Ficou provado que “a acupuntura normaliza os níveis dessas secreções no corpo humano e aumenta simultaneamente a frequência da ovulação”, explica Dr. Luna.

 

Fonte: Site Bolsa de Mulher

#ibram #acupuntura #posemacupuntura #amoacupuntura #mtc #mcc

 (16) 3623.4433 MATRIZ
 (16) 3623.4433 MATRIZ
 (16) 3623.4433 MATRIZ
 (16) 3623-4433 MATRIZ